*Estilos recentes

* *The Rolling Stones*

* *Velho*

* *Para a ...... (Cala-te b...

* *Never drink pepsi*

* *MentiRa*

* *Calado*

* *Inesquecivel*

* *Não sei explicar*

* *Conjunção Astral*

* *Amor*

* *Fim*

* *Fantasma*

* *leMbRa-te de mim*

* *Amor não é*

* *Amigos*

* *In/consciencias I/racion...

* Bom Natal Ma...

* *Em voz baixa*

* *Sp serás especial*

* *Miminho de uma amiga*

* *Rota paraiso/aMoR 2011*

* *Bom Natal Ma...*

* *Bom Natal*

* *FODA-SE*

* *Teu aMoR, mel dos meus d...

* *No estaleiro*

* *No teu sorriso*

* *Per il mio cuore*

* *Cara Vera*

* { VERA }

* ...

* * Te amo Tanto *

* *Hoje pago eu*

* *Se bem me lembro....*

* *Bom dia Vida*

* *Saudade*

* *Coração*

* *P`ra animar*

* *Espirito Livre*

* *Silêncio*

* * Nosso aMoR *

* *Triste*

* *África do Sul 2010*

* *Será Magia*

* *Sem defeitos*

* * Parabens *

* *Diamante* by Zucchero

* *Abraça-me*

* * O teu aMoR *

* *És o aMoR da minha vida*

*Estilos arquivados

* Maio 2014

* Novembro 2013

* Outubro 2013

* Agosto 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Dezembro 2012

* Dezembro 2011

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Fevereiro 2011

* Dezembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

*Pesquisar Estilos

 

*Link-Me


Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2009

*Não á morte*

Photobucket

Eluana Englaro

 

Este blog protesta e parará para sempre.... caso a alimentação e hidratação artificial de Eluana for interrompida.

 

Eluana Englaro, vitíma de um acidente de viação grave, vive á 17 anos em estado vegetativo permanente, o Pai luta há anos para que a alimentação e hidratação artificial seja interrompida e, conseguiu a autoritação do supremo tribunal italiano.

Não existem provas cientificas que a paciente tenha ou não emoções, sentimentos ou qq recção fisica, a não ser os olhos bem abertos ( que por vezes parecem reconhecer quem a visita e lhe ofereçe carinho ) e respirar atravez dos proprios pulmões.

A Eluana nunca manifestou de maneira alguma a sua vontade de deixar de viver, a decisão é do Pai que diz "querer libertar a filha".

Sem ser psicólogo, psiquiatra, médico ou qq coisa do género, na minha modesta maneira de ver, acho justo que um paciente gravemente incapacitado de fazer uma vida normal e usar as suas capacidades fisicas, decida acabar com o sofrimento e queira deixar de viver, no caso da Eluana isso não acontece, é o Pai que está a decidir por ela, é o Pai que quer a morte da propria filha, é o Pai que a quer deixar morrer á fome e á sede.

 

 

Ler mais >>> Correio da manhã

Music: Sérgio Godinho-O primeiro dia
Photobucket *FreeStyle* às 09:27
link do post | comentar | favorito
28 comentários:
De Ana a 4 de Fevereiro de 2009 às 10:16
Desculpa a minha talvez frieza mas pondo-me no lugar dela, digo-te muito sinceramente que ia pedir o mesmo que o pai pede. 17 anos a vegetar sem recuperação possivel, até quando???? Não obrigada!! E se os pais falecerem antes dela? Quem a vai visitar e mimar? E se por um minimo acaso ela "acordasse"? Será que ao fim de 17 anos se iria adapatar ao mundo actual? Não creio. Mas por mim falo e digo que se fosse comigo só pedia uma coisa: deixem-me morrer com dignidade! Deve provocar muito sofrimento se vê e sente, não poder demonstrar nem mexer?!?!?!'
De *FreeStyle* a 4 de Fevereiro de 2009 às 21:03
Entendo perfeitamente a tua opinião e respeito, mas quem diz que a opinião dela é essa? quem diz que nestes anos todos ela não aceita viver assim como é e está? quem diz que não se habituou e precisa do canto de um passarinho que lhe vem dar os bons dias à janela?

Eu sou pela vida e NUNCA pela morte, acho mto estupido serem segundos a decidir a morte de alguem.

Como é? não se mexe, não diz nada, eu chego e decido: tu vais morrer!!!!!


SOU E SEREI SEMPRE PELA VIDA e pelo direito a decisão propria.

Ontem vi um documentario que falava deste tema, um médico disse que em outros pacientes assim, ás vezes atravéz de aparelhos especiais se podem ler as emoções.


Desculpa se a minha opinião não é igual à tua
De Ana a 4 de Fevereiro de 2009 às 10:18
.... desculpa voltar, mas como é que ela poderá dizer o que quer se não consegue???
De *FreeStyle* a 4 de Fevereiro de 2009 às 10:39
E isso dá direito a seja a quem for para decidir a morte dela?

Estamos onde?!?!?!
De Ana a 4 de Fevereiro de 2009 às 11:11
Realmente um temo muito polémico. Eu até á 4 anos atrás também pensava exactamente como tu e agora digo, com uma visão do meu futuro poder passar no minimo por uma cadeira de rodas ou ficar na cama tipo bonequinha de trapos, garanto-te que aí eu ia querer que me deixassem morrer e estarei com as minhas faculdades mentais a funcionar a 100% mas serei incapaz de suportar o olhar de quem está ao meu lado. E depois, não me poder mexer?? Nem um cadinho?? Quando chegar essa altura, deixem-me morrer com dignidade e não sintam pena de mim que penas têm as galinhas
Tu que és pai, achas que é uma decisão fácil para um pai tomar?
Espero que esta nossa divergência de ideias não te zangue comigo.
Beijo doce amigo Doce
De *FreeStyle* a 5 de Fevereiro de 2009 às 07:24
Ana, não sejas péssimista...vai correr tdo bem e nem vale a pena pensar no que pode ou não acontecer, eu sou mto do tipo: "amanhã é outro dia".
Qto á tua opinião eu respeito e entendo, mas não condivido, alias.....seria um caso mto diferente, sabes que andaram á procura de algo que a Eluana tivésse escrito ou dito a esse respeito e nada encontraram?

Qto á decisão de Pai, é dificil sim, claro que sim, mas de qq maneira não estou de acordo.


Beijo
De Ana a 5 de Fevereiro de 2009 às 16:26
Não sou péssimista, sou REALISTA E PRÁTICA, sabes, é uma coisa que acontece a pessoas que ficam doentes com doenças crónicas, sem cura. Espero que quem recrimina este pai nunca venha a sentir este peso!
Como haviam de encontrar algo? Tu escreveste já algo sobre o que queres ou não se tiveres um acidente? Ninguém o fez porque todos pensamos que o mal só acontece aos outros e se quando não podemos falar ou mexer se não vamos confiar nos nossos pais que foram quem nos deram a vida, vamos confiar em quem?? Criticar é fácil quando estamos do outro lado e não temos que tomar decisões.
De *FreeStyle* a 6 de Fevereiro de 2009 às 05:12
Sabes? como expliquei no post e falando com o coração, digo que ninguem dveia sofrer omo a Eluana e provavelmente para evitar o sofrimento dela e da própria família seria de se fazer....

Não estou absolutamente de acordo pelo direito de decisão, está certo, ela não pode decidir, mas eu que sou pela vida e não pela morte, não estou de acordo serem terceiros a decidir, atenção, aqui não se está a decidir quem vai ás compras, mas sim a vida de um ser humano!!!!!!
De Ana a 4 de Fevereiro de 2009 às 11:13
Para fazer-mos "as pazes" tens um desafio no meu blog:

http://linhaseletras.blogs.sapo.pt/
De *FreeStyle* a 5 de Fevereiro de 2009 às 07:25
Na na na na, zanguemo-nos senhor!!!

Desculpa não aceitar o desafio, mas este post fala por si, entende please.



Beijos
De Ana a 5 de Fevereiro de 2009 às 16:23
Libertem os pais, deixem-nos chorar e fazer o luto de uma filha que já perderam à 17 anos. CHEGA DE SOFRIMENTOS PARA TODOS. Já estiveram acamados?? Por acaso imaginam as dores de vários dias deitados na mesma posição sem se poderem mexer?? Se não, então não julguem o que não sabem, nem condem de animo leve quem está a sofrer.
De *FreeStyle* a 6 de Fevereiro de 2009 às 05:13
Não deixem os Pais decidir sobre uma coisa que nem eles mesmo podem ter a certeza.

Quiçá não se virão a arrepender sériamente!!!!
De Ana a 5 de Fevereiro de 2009 às 16:28
Se assim é zanguemo-nos!
Sem beijo
De *FreeStyle* a 6 de Fevereiro de 2009 às 05:13
Desbeijo....
De Annallegra a 4 de Fevereiro de 2009 às 18:04
Homicídio doloso simples.

Será simples todo homicídio que não for qualificado ou privilegiado, ou seja, que é cometido buscando o resultado morte, sem qualquer agravante no crime. Um homicídio cometido pelas costas da vitima ou com ela dormindo, por exemplo, deixa de ser simples, por não ter sido dado a ela chance de defesa.

_______________________________________¬

NÃO A MORTE. E NÃO AO PROTESTO DO STYLE.
Este blog protesta e parará para sempre.... caso a alimentação e hidratação artificial de Eluana for interrompida".

Style, você Poderia promover a ideia de um post de
"ABAIXO-ASSINADOS". AQUI NO TEU BLOG.

Beijos. .Anna*¬
De Annallegra a 4 de Fevereiro de 2009 às 20:37
NÃO A MORTE. E NÃO AO PROTESTO DO STYLE.

Justificando. Não podemos passar esse blog, e muito menos a sua amizade Style.

Beijos. .Anna*¬

De Ana a 5 de Fevereiro de 2009 às 17:25
NÃO A MORTE E NÃO AO PROTESTO DO FREE???
não estará uma contradicção nesta frase?
De Annallegra a 5 de Fevereiro de 2009 às 21:50
Olá Ana,

Justifiquei antes. Mesmo concordando com o objectivo dele em defender a vida...

Não podemos passar esse blog, e muito menos a preciosa amizade do Style.

Beijos. .Anna*¬
De *FreeStyle* a 5 de Fevereiro de 2009 às 07:28
Esse é precisamente o meu raciocinio, só não quero chamar assassino a ninguem.

Qto ao abaixo assinado....pensei nisso sim, mas visto que até os ministros estão a trabalhar para fazerem uma lei que impéça a morte da Eluana, o meu abaixo assinado não ia mudar nada, trata-se de "LEI".
Não faço o abaixo assinado tb pk as pessoas preferem fechar os olhos e não ver o mal.

De qq maneira obg pela tua atitude.


Beijos
De MIGUXA a 5 de Fevereiro de 2009 às 00:04
Olá Free,

Este assunto é profundamente polémico. Compreendo a tua posição e, sei que se fosse um filho meu manteria a esperança viva até que Deus o chamasse. Mas, quem somos nós para julgar seja quem fôr. Eventualmente aquele pai pensa estar a fazer o melhor para a filha que ama tanto quanto nós amamos os nossos?????

Noite de paz meu amigo
Beijo in Style
Margarida
De *FreeStyle* a 5 de Fevereiro de 2009 às 07:34
Polémico sem duvida...

Mas eu tb não estou aqui a julgar ninguem, estou apenas a opinar, nem os juizes á vezes tomam decisões acertadas, mas tenho o direito de não estarde acordo.

É verdade sim, não se sabe o que aquele Pai pensa, de certeza que passou e estará a passar por momentos terriveis, não os desejo a ninguem, mas continuo com a minha opinião, TDS OS SERES HUMANOS TÊM DIREITO A DECISÃO PROPRIA, o caso de a Eluana não poder decidir ( ou pelo menos não foram experimentados tds os métodos possiveis para captar a decisão dela ) não dã direito a ninguem de decidir por ela.


Obg Margarida


Xi-kor with Style
De MIGUXA a 5 de Fevereiro de 2009 às 23:07
É claro que tens todo o direito a não estar de acordo...
Também não concordo, tal como afirmei anteriormente e, longe de mim pensar que pretendes julgar seja quem fôr...

Meu amigo apenas referi que o pai pode também julgar estar a agir para o bem da filha que certamente ama.

Um beijo grande e paz no teu espírito "Free"

Margarida
De poetaporkedeusker a 5 de Fevereiro de 2009 às 23:24
Agora que li, não vou fugir... embora fosse essa a minha primeira reacção. Não posso condenar esse pai nem seria capaz de matar essa mulher. Vou ficar em silêncio Free. Sempre que uma situação que diz respeito a terceiros me deixa quase em estado de choque, eu preciso de me calar, Free. Não quereria estar numa situação dessas... ninguém quereria. Mas sou pela vida. Estou é demasiado emocionada para tomar qualquer decisão...
De *FreeStyle* a 6 de Fevereiro de 2009 às 05:15
Entendo, cada um sabe por si e somos livres de exprimir ou não qq opnião.


Beijo
De Pedro Leitão a 12 de Fevereiro de 2009 às 14:41
100% conta este protesto. Ainda bem que morreu. É uma nova liberdade.

Se algum dia eu ficar nessa situação, desliguem as máquinas. E não esperem 17 anos.

E o argumento "ah e tal quem somos nós para matar alguém" é errado. Nós não estamos a matar ninguém. Estamos a deixar que alguém fique por sua conta. Ao desligar as máquinas, essa pessoa morre porque não consegue viver.

É diferente de matar: ela já está, de certa forma, morta. Temos tanto o direito de prestar cuidados como de não prestar. É uma decisão de cada um. Se eu vejo alguém em tal situação nada me obriga a estar a prestar suporte de vida. É uma decisão minha. Não o fazer não faz de mim um assassino. Não salvar a vida é diferente de matar.

De qualquer forma, aquilo era aguentar alguém vivo artificialmente, (pelo que a igreja nem tem nada a dizer, teoricamente e seguindo a base das suas ideias, ela nem devia tar ligada a máquinas não é verdade:P), o que é sempre discutível.

Morreu, ainda bem. Mas a questão principal, é que ela não morreu hoje, ontem, ou à uma semana. Ela morreu há 17 anos. ponham isso na cabeça.
De *FreeStyle* a 12 de Fevereiro de 2009 às 15:13
É a sua opinião, respeito mas não condivido...



Obg
De Pedro Leitão a 12 de Fevereiro de 2009 às 15:56
É preferível manter alguém artificialmente vivo sem sinais de consciência durante 17 anos? Isso é seriamente doente...
De *FreeStyle* a 12 de Fevereiro de 2009 às 21:05
Fiquei demasiado triste para voltar a explicar qual é a minha ideia sobre o assunto, talvez lá mais para a frente tenha a coragem de continuar com o blog e explicar-lhe de novo como vejo eu a "coisa".

Repito, agradeço, respeito mas nao condivido.

Mas se se quiser dar ao trabalho, procure nos comentarios destes ultimos 4-5 posts e verá qual é a minha maneira de ver sobre este caso.


Mais uma vez obg

Comentar post

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Blog Widget by LinkWithin

*FreeStyle*

*Visitor`s

contador de visitas

*Links